Disciplina: a regra do sucesso

Você sabia que dedicando de 4 a 6 horas do seu dia para estudar são suficientes para conseguir ir bem nas avaliações e aprender de vez o que é ensinado na escola? Pois é, ter disciplina com seus estudos é importante para conseguir ser um bom aluno e, assim, garantir boas notas nas provas e demais exames da escola e instituições de ensino superior. Se você pretende colocar em dia seus estudos, não deixe de conferir nossas dicas para tirar melhor proveito dessas horas extras de estudo.

Foco

Antes de tudo, é fundamental que você esteja determinado e focado em estudar. Do contrário, você estará desperdiçando um período precioso do seu dia em algo que não lhe dará resultados. Por isso, recomendamos que escolha um local tranquilo e que não lhe ofereça distrações.

Fique longe do celular, computador, televisão e outros equipamentos eletrônicos que possam lhe chamar a atenção. Uma sala, um quarto ou outro cômodo sossegado e sem equipamentos eletrônicos ajuda bastante a manter a concentração.

Cuidados com a postura

Outra dica importante é que neste espaço você possa se acomodar confortavelmente para estudar, pois isso evita a má postura, lesões e interrupções por causa de posições incomodas e que atrapalham o seu rendimento.

Planejamento

Planejar o que estudar também é essencial para que você tire melhor proveito desse tempo de estudo. Selecione conteúdos relevantes e separe as disciplinas que você precisa estudar no dia. Você pode refazer exercícios da sala de aula, pegar questões de outros livros e simulados on-line. São formas de testar seus conhecimentos e reforçar o aprendizado. Escolher o conteúdo em cima da hora vai tomar um tempo valioso e acabar bagunçando seu cronograma.

Ah, não deixe de estudar aquelas matérias que você possui mais facilidade, pois a falta de prática pode fazer com que você esqueça como resolver atividades relacionadas a essa matéria.

Outra dica de ouro para montar o seu cronograma de estudos é dedicar mais tempo as disciplinas que possuem maior peso nas avaliações e as que você possui mais dificuldade.

É indicado começar pelas disciplinas mais importantes e difíceis porque ao final da sua rotina de estudos, você não terá o mesmo pique do começo e poderá ficar com preguiça de estudar matérias mais complicadas.

Descansar é importante

Faça pequenas pausas de 5 a 10 minutos entre os ciclos de estudo. Isso ajuda seu cérebro a memorizar e descansar para estar pronto para receber mais conhecimento.

Ah, nada de perder horas de sono estudando. Isso é ineficaz porque o cérebro precisa estar descansado para receber e reter conhecimento. Por isso, dormir adequadamente é parte importante para ir bem na escola.

Uma soneca após as aulas também pode ser bem útil. Procure dormir ou relaxar após as horas de estudo. De acordo com uma pesquisa liderada por neurocientistas do Instituto de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra, do Rio Grande do Norte, alunos que dormiram após um período de estudo tiveram um desempenho superior em avaliações sobre o conteúdo das aulas do que aqueles que enfrentaram jornadas seguidas de estudos. Um dos líderes da pesquisa, o neurocientista Sidarta Ribeiro, explicou a reportagem do jornal Estadão, que dormir melhora o desempenho cognitivo, ajudando a memorizar as informações.

“ O sono tem a função de conservar energia para o organismo. Mas também funciona para facilitar a reestruturação das memórias. Leonardo da Vinci, por exemplo, dormia meia hora várias vezes ao dia, principalmente depois de uma atividade de estudo. A gente também aprende dormindo. ”

+ Qualidade e – quantidade

Mais importante do que a quantidade de horas de estudo é a qualidade do seu estudo, isto é, se você realmente está adquirindo conhecimento. Não adianta nada passar 5,6 ou 10 horas estudando se você não estiver entendendo o conteúdo. Se você estudar, como sugerimos, apenas 4 horas e de fato aprender é muito mais valioso e produtivo do que fazer 12 horas de estudo e não entender nada.

Nos finais de semana, nada de maratonar os estudos. Use algumas horas do seu sábado para revisar o conteúdo da semana e só. Use o domingo para descanar e relaxar. Aproveite as horas livres dos finais de semana para praticar atividades físicas prazerosas e que aliviam o estresse.

Técnicas de concentração

Em entrevista ao site Guia do Estudante, o professor e autor de livros com dicas para estudos Pierluigi Piazzi, deu algumas dicas para melhorar a concentração na hora de estudar.

  • Faça anotações. O ato de escrever ajuda a fixar e entender o assunto. Prefira fazer a mão, pois isso ativa mais redes neurais do que digitar no computador.
  • Revise a matéria do dia em casa. Isso ajuda a reter o que você aprendeu em sala, pois o seu cérebro vai entender que essas informações são importantes.
  • Destaque o que for importante. Não tenha receio de usar o marca-texto, use sempre que encontrar trechos importantes para compreensão de uma disciplina.
  • Monte resumos. Resumir alguns assuntos e temas ajuda a exercitar seus conhecimentos.
  • Estude sozinho. Evite estudar em grupos para não dispersar a atenção.
  • Explique o conteúdo a si mesmo. Essa é uma ótima forma de exercitar a sua memória e os seus conhecimentos.

Fonte: Guia do Estudante

Música para se concentrar

Se o silêncio total lhe incomoda e a música é uma aliada para se concentrar nos estudos, temos uma indicação especial para você. O especialista em memorização e coach da SouGenius, Felipe Lima, em parceria com a Revista Exame, montou a playlist “Não perca a concentração” contendo 20 faixas para ajudá-lo a manter o foco. Clique aqui e ouça agora mesmo as músicas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Sinta-se a vontade para comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *