Transa Transporte realiza treinamento operacional

Transa Transporte realiza treinamento operacional

Na manhã da última quinta-feira, 28, um grupo de 12 motoristas participaram de mais uma edição do Programa Para Redução de Emissão de Poluentes. Durante a reunião, os profissionais receberam orientações para reduzir a emissão de poluentes, reduzir o consumo de combustível e transportar os passageiros com conforto.

O treinamento

O Programa Para Redução de Emissão de Poluentes existe a quase três anos na empresa e tem como objetivo aliar três pontos-chave: a preservação do meio ambiente, a economia de combustível e a capacitação de pessoal, com foco na qualidade do serviço e na segurança dos passageiros.

O gerente de operações da Transa Transporte, Edésio José Lima, destaca a importância do treinamento como uma iniciativa para a preservação do meio ambiente, uma vez que os veículos são os maiores poluidores do ar. “Quando o motorista se preocupa com economia de combustível, está contribuindo diretamente para diminuir a emissão dos poluentes resultantes da queima de combustível (CO2 – dióxido de carbono) na atmosfera”, explica.

Atualização

Entre os temas discutidos na reunião do programa foram incluídos dois novos temas: o respeito aos animais e combate ao assédio sexual no transporte coletivo. Foram apresentados aos profissionais orientações de cuidado ao volante para prevenção de acidentes com animais e como prevenir e lidar com o assédio sexual no transporte coletivo.

“Como empresa socialmente responsável não podemos deixar de priorizar duas questões tão importantes em nossos treinamentos, como o assédio sexual no interior dos ônibus, bem como o respeito aos animais”, explica Virgínia Cassini, diretora/psicóloga da Transa Transporte.

Mudanças na rotina de trabalho

Para o motorista, Joaquim Pedro Duarte Ribeiro, que já passou pelo treinamento em outras ocasiões, poder reforçar essas lições é importante para o bom desenvolvimento profissional. “É bom para gente entender como trabalhar melhor para nos desenvolvermos nessa profissão, principalmente com os passageiros”.

Ele revela que acompanha o seu desempenho no quadro mensal do programa e busca se aprimorar para melhorar os resultados. “Eu sempre acompanho o meu desempenho e quando surge alguma dúvida eu busco informações para descobrir o que pode estar interferindo nos resultados”, conta.

O também motorista, Antônio Sabino Lelles, acrescenta que o treinamento faz toda a diferença no dia a dia de trabalho. “Eu percebo uma diferença maior nas atividades que eu tenho mais dificuldade e sei como lidar com a situação”, destaca.

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Sinta-se a vontade para comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *