Palestra-sobre-violência-doméstica-e-tema-do-primeiro-dia-da-SIPAT-TRANSA-TRANSPORTE1

Palestra sobre violência doméstica é tema do primeiro dia da SIPAT

Na última terça-feira, dia 27, a Transa Transporte deu início as atividades da XXV Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT). No primeiro dia, foi realizada uma palestra sobre violência doméstica. Para abordar o tema, representantes do “Programa Flor de Lótus”, foram até a sede da empresa para trazer mais informações sobre o assunto.

A XXV edição da SIPAT

Aberta pela primeira vez para o público externo, a 25ª edição da SIPAT, recebeu não só os colaboradores da empresa, mas também seus familiares e membros da Associação de Moradores e Amigos do Habitat (Amah).

A diretora/psicóloga Virgínia Cassini, explica que a temática da palestra é tão relevante que internamente se verificou a necessidade de ampliar a discussão da violência doméstica para além das portas da empresa.

“Como a violência doméstica é uma pauta que precisa ser discutida, achamos conveniente abrir as portas da empresa para que mais pessoas se sensibilizem sobre este assunto”, explica.

O programa Flor de Lótus

Criado neste ano, o Programa Flor de Lótus é uma iniciativa conjunta do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Três Rios e os Guardiões da Vida do 38º BPM. O programa realiza na cidade trabalhos de prevenção e atendimento aos casos de violência doméstica.

A juíza Ellen de Freitas Barbosa revela que, na cidade, “40% de todos os casos registrados na delegacia são relacionados a violência doméstica”. No entanto, para cada nova denuncia feita, outras 9 não são realizadas. Ela destaca que poder falar sobre esse tema é muito importante para mudar esse panorama.

“Muitas pessoas não conhecem ainda tudo que Lei Maria da Penha pode oferecer em prol das mulheres vítimas de violência doméstica. Então, a gente divulgando e encorajando as mulheres, estamos contribuindo para uma sociedade com menos violência”, ressalta.

A sargento Hortência Barreto, do Guardiões da Vida do 38º BPM, reforça a importância das denúncias e esclarece que o Guardiões da Vida estão sempre a postos para prestar suporte às vítimas de violência doméstica, acompanhando os casos denunciados e auxiliando as mulheres que ainda tem receio de prestar queixa.

“A gente fortalece essa mulher para que ela faça a denúncia e, a partir disso, ela vai ter o apoio de uma equipe que vai estar 24 horas por dia a disposição caso aconteça alguma situação”, finaliza.

Agenda

A programação da SIPAT continua na quarta-feira (28), às 16h, com uma palestra sobre os riscos de usar o celular ao volante. A conversa contará com a participação do policial rodoviário, Nilcélio Sá.

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.