Dezembro Vermelho: a importância da prevenção ao HIV

Identificada em 1981, a Aids é uma doença que causou pânico em todo mundo, devido a sua característica principal de reduzir a eficiência do sistema imunológico humano. Naquela época pouco se podia fazer no tratamento e a sobrevida dos infectados com o vírus HIV era baixa. Hoje, 38 anos depois, já existem tratamentos eficazes e distribuídos gratuitamente para inibir o progresso da doença e impedir que ela infecte outras pessoas. Ainda assim, é necessário que todos se conscientizem sobre como se proteger do HIV. Foi justamente por esse motivo, que em 1987, a Organização das Nações Unidas (ONU) criou a campanha “Dezembro Vermelho”.

A campanha “Dezembro Vermelho”

A mobilização “Dezembro Vermelho” é uma iniciativa de caráter global que tem por objetivo conscientizar todo o mundo sobre a importância da prevenção ao HIV, alertar sobre o diagnóstico precoce e combater o preconceito com as pessoas infectadas com a doença.

No Brasil, a campanha foi aderida pelo Ministério da Saúde em 1988 e, desde então, são desenvolvidas ações de conscientização em todo país.

O que é o HIV/ AIDS?

HIV é a sigla inglesa que dá nome ao vírus da imunodeficiência humana. É esse vírus que causa a Aids, uma doença silenciosa e que ataca as células de defesa do organismo.

A infecção pelo HIV pode se dá através de:

– Relações sexuais sem o uso de preservativo (oral, vaginal e anal);

– Compartilhamento de seringas;

–  Transfusão de sangue contaminado;

– Instrumentos perfurantes ou cortantes não esterilizados;

– Da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação.

Como se prevenir?

A melhor forma de se prevenir é utilizando preservativo em todas as relações sexuais, não compartilhar seringas e instrumentos cortantes não esterilizados;

Como é feito o tratamento?

De acordo com dados do Ministério da Saúde, estima-se que 866 mil pessoas convivem com a Aids no Brasil. No mundo, segundo a ONU, são mais de 37,9 milhões de pessoas. Desde 1996, o governo federal oferece gratuitamente o tratamento contra a Aids. São distribuídos nas unidades saúde os medicamentos que impedem o avanço do vírus no organismo, aumentando a expectativa de vida.

Vale lembrar que a Aids não tem cura, no entanto, quanto mais cedo houver o diagnóstico, melhor é a eficácia do tratamento e menores são os danos à qualidade de vida da pessoa. Por isso, faça sua parte e previna-se!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.