Escola de Santa Terezinha participa do “ O Transporte Coletivo é Nosso”

A Transa Transporte recebeu nesta segunda-feira (28) alunos do quarto e quinto anos da Escola Maria das Graças Vieira do bairro Santa Terezinha. Os estudantes passaram a tarde na empresa, onde participaram de uma série de atividades do projeto “ O Transporte Coletivo é Nosso”. Além da apresentação de vídeos e fotos sobre a história da Transa Transporte, temas como a educação no trânsito, respeito ao próximo e o meio ambiente foram abordados.

Verônica Mendes Médici, analista ambiental e colaboradora do projeto, enxerga esse trabalho como uma realização e uma oportunidade de troca de conhecimentos e experiências. “Nós passamos a questão da cidadania dentro e fora do ônibus. Além da importância da empresa, nos preocupamos justamente em trazer um pouco para as crianças essa vivência além da casa e da escola”.

A diretora da escola, Cristina Coutinho, conta que considera o projeto muito interessante e que ele é uma forma de acrescentar aprendizado aos alunos. “Eu achei bastante interessante porque os alunos têm pouco acesso às informações. É uma forma deles aprenderem um pouco mais sobre as regras do trânsito e comportamento dentro dos ônibus”, esclarece.

Sannya Silva de Brito, aluna do quarto ano, também aprovou o projeto e disse que o mais interessante foram as lições de cidadania apresentados ao longo do dia. Ela garantiu que já pratica alguns bons hábitos quando utiliza o transporte coletivo. “Conversar com o motorista eu não converso, porque eu sei que pode atrapalhar. Ás vezes, eu e minha mãe damos o lugar para uma pessoa mais idosa. São as coisas que estamos mais acostumadas a fazer”, revela.

O projeto “ O Transporte Coletivo é Nosso” existe há 10 anos. Nestes anos de existência, centenas de alunos já participaram. Só em 2015 oito escolas se inscreveram para o projeto. Em 2016, além da escola Maria das Graças Vieira, o projeto recebeu a visita dos alunos do projeto social “Abrindo Caminhos” da Rede do Divino Zelo de Assistência Social. Ainda neste ano a Transa vai receber mais duas escolas do município. “Este é um trabalho inteiramente idealizado pela Transa Transporte e essa perpetuação do projeto se dá pelo resultado positivo que percebemos nos alunos mediante ao feedback das diretoras e professoras”, explica a diretora/psicóloga Virgínia Cassini.

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.