Projeto Motorista Cidadão movimenta a garagem da Transa Transporte

Em mais de uma semana de palestras, dinâmicas em grupo e debates, o Projeto Motorista Cidadão (Rodoviário Cidadão) abriu um novo horizonte na jornada dos profissionais que trabalham diretamente com o público na Transa Transporte. Os motoristas que ainda não tinham passado por esse treinamento, voltaram para sala de aula, mas dessa vez o objetivo não foi somente a qualidade no serviço prestado à população, mas também no relacionamento com a empresa.

“O foco é buscar a qualificação do colaborador, visando sempre na qualidade do atendimento e na relação que eles têm com o passageiro e também com a instituição”, enfatizou a instrutora da Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro), Flávia Londrom. Ela que ministrou a segunda parte de conteúdo, ressaltou “o quanto os motoristas se esforçam para participar de todo o processo”.

Para o motorista José Geraldo Argüelho, 56 anos, “o treinamento é muito positivo, pois a diferença aparece no dia a dia do trabalho”. Ele garante que consegue acionar tudo o que aprendeu e vai colocar em prática com os passageiros. ”Nós queremos fazer o melhor, o que vai ser bom pra todos”, finaliza.

O motorista Fábio de Oliveira Pereira, 50 anos, ressalta: “isso ilustra como escolher a atitude certa quando lidamos com o cliente. Somos os olhos da empresa lá fora e temos que representá-la com seriedade”.

A Transa Transporte tem investido neste treinamento desde 2011. O conteúdo é passado para a equipe dentro do auditório da empresa. Com esta turma, 100% dos motoristas estarão certificados pela Fetranspor. De acordo com Edésio José Lima, gerente de operações, “o retorno é fantástico. O motorista é o elo entre a empresa e o cliente, e precisamos prepará-los para lidar com o público em todas as situações”, finaliza.

Após o treinamento, os profissionais indicados vão fazer uma prova na FVG (Fundação Getúlio Vargas), para obterem a certificação, com direito a formatura que acontece também no Rio de Janeiro. Os auxiliares de viagens também realizam treinamentos constantes por meio de palestras, workshops, seminários e cursos, e são certificados pelo Curso de Relações Humanas da Fetranspor.

O Projeto

O Projeto Motorista Cidadão (Rodoviário Cidadão) foi criado em 2006 pelo Sindicato das Empresas de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro. O foco é reestruturar o papel do motorista perante a sociedade, já que sua missão é conduzir vidas. Desde o início foi desenvolvido em parceria com a FGV, cujo os objetivos são: acompanhar, supervisionar e certificar os profissionais treinados. Em 2007, o Programa passou a ser gerido pela Fetranspor. Neste novo contexto, o programa foi estendido para os demais Sindicatos do Estado do Rio de Janeiro. A UCT (Universidade Corporativa do Transporte), criada em agosto de 2008, passou a oferecer todo o suporte necessário para a realização do treinamento.

 

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.