Conheça um pouco mais sobre os letreiros dos ônibus

Conheça um pouco mais sobre os letreiros dos ônibus

Quando você está em um ponto e vai andar de ônibus, qual a primeira coisa que você observa nos veículos? Provavelmente a sua resposta será o letreiro, afinal é por ele que é possível identificar o itinerário do ônibus, não é verdade? Pois é, por mais comum que o letreiro possa parecer para o nosso dia a dia, ele tem uma função fundamental para o transporte coletivo. Pensando nisso, trouxemos uma matéria especial para que você, caro leitor, conheça um pouco mais sobre eles.

A evolução dos letreiros

Os letreiros foram criados, como mencionamos acima, para comunicar aos passageiros o destino dos veículos. Engana-se quem pensa que eles sempre foram iguais aos que vemos hoje. A verdade é que eles passaram por evoluções e há vários modelos de letreiros diferentes nos ônibus.  É justamente sobre esses assuntos que nos aprofundaremos nas próximas linhas.

Antes que os letreiros digitais ganhassem às ruas, a forma de informar o itinerário dos ônibus era bem diferente. Nos primeiros veículos era comum que se utilizassem placas fixadas na carroceria ou nos para-brisas dos ônibus.

Pouco tempo depois, vieram outras soluções que permitiam trocar rapidamente o itinerário dos carros. Aproximadamente nos anos 20 chegaram os letreiros feitos de pano, no qual em um rolo de tecido especial, eram escritos os destinos dos ônibus.

Vale destacar que com o crescimento das cidades surgiu a necessidade de informar da melhor forma possível por onde os ônibus circulavam. Então, foi preciso ampliar a quantidade também de letreiros para facilitar o acesso a essas informações. Desse modo, surgiram mais letreiros em espaços diferentes dos ônibus.

Tipos de letreiros

Na década de 90 surgiram os letreiros de DOTS (Pontos) , um sistema que permitia a escrita dos itinerários por meio de matrizes e pontos com formato de círculos, elipses ou retângulos, normalmente de coloração amarela ou verde-limão de um lado e preto do outro.

Uma pequena desvantagem desse sistema é que ele é mais sensível às vibrações, umidade, poeira e suscetível a panes elétricas.

Próximo aos anos 2000 chegaram os letreiros digitais em LED. Os LEDs – pequenos diodos emissores de luz – ficam dispostos em uma matriz para formar as palavras e números da linha, iluminado as áreas ativas.

A grande vantagem desse sistema é que apesar dos LEDs serem pequenas lâmpadas, o seu gasto de energia é baixo e permitem a programação de animações e itinerários. Dessa forma, com poucos comandos é possível mudar o destino de um ônibus ou acrescentar informações relevantes sobre o itinerário que não cabem do espaço do letreiro.

Por último, mas não menos importantes existem os letreiros feitos de LCD – cristal líquido – que possuem maior definição se comparado as demais soluções. No entanto seu custo é mais elevado.

E aí, você sabia de todas essas informações sobre os letreiros? Se você quiser saber mais, então não perca a segunda parte dessa matéria onde abordaremos as posições dos letreiros nos ônibus.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.